Australian Open: Queda e Ressurreição

 

Começa o Aberto da Austrália e, com ele, aqueles resultados inusitados.

Torneio característico por suas zebras, o primeiro Grand Slam do ano já fez sua vítima, Novak Djokovic.

Num jogo de cinco sets, o sérvio sucumbiu diante de Denis Istomin, com direito à sucessivas reclamações.

Nole deu adeus ao torneio na segunda rodada, defendendo apenas 45 dos seus 2000 pontos conquistados com o título do ano anterior.

Isso possibilita ao número um do mundo, Andy Murray, abrir uma maior vantagem no ranking da ATP.

Por outro lado, retornando de lesão, assistimos a um jogo épico de Roger Federer contra Tomas Berdych.

O suíço não tomou ciência do adversário e, literalmente, atropelou o tcheco, com direito à lindas jogadas de seu vasto repertório.

Ao final do jogo, Berdych disse que teria adorado observar a partida, mas não ali, dentro de quadra.

Vencer o Australian Open é uma tarefa árdua para Roger Federer, porém, é maravilhoso ver o recordista em semanas como número um voltar a jogar neste nível.

O tênis agradece.

 

Helena Dias